Políticos Brasileiros Declaram BITCOIN, em seus Patrimônios

0
203
(FOTO: Laurent Giraudou/VEJA)

Mais uma vez o Brasil, aparece no setor criptográfico embora o país se aproxima das eleições este ano políticos declaram seus bens ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Lembramos que 38% declararam não possuir nenhum bem já outros declararam coisas inusitadas como celulares, animais, armas, aviões e barcos. E nesse meio o curioso foi aparecer bitcoins

Pelo menos sete candidatos declararam ter bitcoins. Desses, seis são do partido Novo e um do PSDB. O maior patrimônio em criptomoedas é do tucano Luiz Hauly Filho, candidato a deputado estadual no Paraná, com R$ 35 mil. Em seguida estão os candidatos a deputado estadual pelo Novo por Minas Gerais Luciana Lopes (R$ 23 mil) e por Sergipe Aurelio Barreto (R$ 12,2 mil).

As criptomoedas superam um investimento bem mais tradicional, o ouro. Apenas três candidatos declaram ter investido no metal, somando, ao todo 370 gramas, declaradas por R$ 20,4 mil. Os candidatos a deputado federal Diego Maia (Novo-DF), com 90 gramas (R$ 12,7 mil), e Professor Dionísio (PDT-PR), com 30 gramas (R$ 4,4 mil), encabeçam a lista. O candidato à primeira suplência do Senado pelo Ceará Gaudencio Lucena (MDB) declara ter 250 gramas em ouro, mas ao valor de apenas R$ 3,2 mil.