Innosilicon nega incêndio na fazenda de mineração

0
81

Relatos de que um vídeo e fotografias mostrando uma grande fazenda de mineração de criptomoeda em chamas era uma instalação de propriedade da Innosilicon foram negados pela empresa sediada na China.

Acredita-se que o incidente, relatado no Twitter na segunda-feira por Marshall Long e Dovey Wan, tenha destruído cerca de US$ 10 milhões em equipamentos de mineração eletrônicos.

A Innosilicon, mais conhecida como fabricante de plataformas de mineração ASIC – algumas das quais vendem mais de US$ 3.000 por uma única unidade, negou que o incêndio estivesse em uma de suas instalações.

Em seu próprio post no Twitter , a empresa disse na quarta-feira:

“Podemos afirmar com 100% de certeza que o incêndio não estava relacionado ao Innosilicon e houve ZERO Innosilicon ou perda de equipamentos.”

Em resposta, alguns usuários e seguidores de Marshall Long e Dovey Wan no Twitter sugeriram que a filmagem era antiga e estava sendo recirculada apenas na tentativa de aumentar o preço do bitcoin, que vem perdendo espaço rapidamente nas últimas semanas.

O Bitcoin, cujo preço caiu para US$ 7.750 na segunda-feira, recuperou cerca de 7% nas horas seguintes aos rumores do incêndio sobre a oferta esperada de criptomoeda, que será desacelerado pela interrupção de uma instalação de mineração tão grande. No início da tarde de quarta-feira em Londres, o preço do bitcoin era de US$ 8.300.